Prefeitura de Ararendá leva atendimentos em saúde a quem tem dificuldade de locomoção

Para facilitar a assistência médica e o acompanhamento de pacientes acamados ou que não podem se locomover até as unidades de saúde, os multiprofissionais que fazem parte da atenção Básica de todas as  UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do Município de Ararendá promovem atendimentos domiciliares rotineiramente.

De acordo com a secretária de saúde de Ararendá, Jacyra Eduardo, esta é uma estratégia do programa de Saúde da Família que a Prefeitura trabalha para implantar em toda a Rede de Atenção Básica Preventiva. “Nosso principal foco é a humanização da Saúde”, ressaltou.

Por semana, cerca de 40 pacientes recebem a equipe multidisciplinar em casa, em toda rede. “Quem tem familiares com doenças crônicas ou que não podem ir até o posto de saúde sabe a dificuldade em ir fazer uma consulta. Com o atendimento domiciliar, podemos tratar os pacientes em casa, orientar e ainda identificar situações que possam acarretar outros problemas de saúde”, destacou a coordenadora da Rede de Atenção Básica, Socorro Silva.

O atendimento domiciliar permite ter uma melhor percepção do ambiente em que o paciente está inserido e se ele é favorável para o tratamento. Muitos problemas são acarretados por conta de várias situações, como um ambiente com falta de higiene adequada, por exemplo.

Compartilhe!
Pular para o conteúdo